OFICIAL: OXLADE-CHAMBERLAIN É JOGADOR DO LIVERPOOL

OFICIAL: OXLADE-CHAMBERLAIN É JOGADOR DO LIVERPOOL

O Liverpool anunciou esta quinta-feira a contratação de Alex Oxlade-Chamberlain, extremo que...

KLOPP QUER FECHAR O PLANTEL COM LEMAR E VAN DIJK

KLOPP QUER FECHAR O PLANTEL COM LEMAR E VAN DIJK

O encerramento da janela de transferência aproxima-se a passos largos mas o Liverpool quer ainda...

Virgil van Dijk prefere a transferência para Liverpool do que para Chelsea  ou  Arsenal

Virgil van Dijk prefere a transferência para Liverpool do que para Chelsea ou Arsenal

Virgil van Dijk ainda está aguardando uma mudança para o Liverpool, apesar de ser alvo do...

O jovem do Liverpool, Allan Rodrigues de Souza, sai por empréstimo

O jovem do Liverpool, Allan Rodrigues de Souza, sai por empréstimo

O Liverpool irá enviar o jovem Allan Rodrigues de Souza por empréstimo para um clube da Primeira...

Liverpool FC comemora 125 anos com nova campanha global

Liverpool FC comemora 125 anos com nova campanha global

Com mais de 500 milhões de fãs em todo o mundo, o 125º aniversário do Liverpool Football Club é...

  • OFICIAL: OXLADE-CHAMBERLAIN É JOGADOR DO LIVERPOOL

    OFICIAL: OXLADE-CHAMBERLAIN É JOGADOR DO LIVERPOOL

    31-08-2017
  • KLOPP QUER FECHAR O PLANTEL COM LEMAR E VAN DIJK

    KLOPP QUER FECHAR O PLANTEL COM LEMAR E VAN DIJK

    30-08-2017
  • Virgil van Dijk prefere a transferência para Liverpool do que para Chelsea  ou  Arsenal

    Virgil van Dijk prefere a transferência para Liverpool do que para Chelsea ou Arsenal

    30-08-2017
  • O jovem do Liverpool, Allan Rodrigues de Souza, sai por empréstimo

    O jovem do Liverpool, Allan Rodrigues de Souza, sai por empréstimo

    30-08-2017
  • Liverpool FC comemora 125 anos com nova campanha global

    Liverpool FC comemora 125 anos com nova campanha global

    30-08-2017

 

Na primeira fase da Liga dos Campeões da UEFA de 1980-1981, o Liverpool empatou a primeira partida contra o OPS, da Finlândia, e massacrou sem dó o adversário no jogo de volta, em Liverpool: 10 a 1, com 3 golos de Souness, 3 de McDermott, 2 de Fairclough, 1 de Lee e 1 de Kennedy. Na segunda fase, duas vitórias sobre o Aberdeen, da Escócia, por 1 a 0 e 4 a 0. Nos quartos-de-final, contra o CSKA Sofia, da Bulgária, mais duas vitórias, sendo uma goleada de 5 a 1 no primeiro jogo (com 3 golos de Souness) e 1 a 0 no segundo.

Nas semifinais, duelo duríssimo contra o gigante Bayern München, do astro Rummenigge. No primeiro jogo, em Liverpool, empate a 0 a 0. O clube inglês precisava vencer ou empatar com golos na casa do rival se quisesse ir para a final. O jogo seguia empatado até os 83´quando Kennedy abriu o placar para o Liverpool. Cinco minutos depois, Rummenigge empatou, mas já era tarde. A igualdade com golos colocou os ingleses na sua terceira final de Liga. O adversário seria o maior bicho papão do torneio: o Real Madrid. Antes, o Liverpool venceu a Taça da Liga Inglesa, batendo o West Ham United na final.

Onde tudo começou

A final entre Liverpool e Real Madrid foi disputada no estádio Parc des Princes, em Paris, palco da primeira decisão da história do torneio, em 1956, vencida pelo Real. O duelo entre ingleses e espanhóis colocava um esquadrão que não cansava de ganhar títulos desde 1975 (Liverpool) contra uma equipa que se apoiava mais na sua tradição do que na eficiência técnica (Real Madrid). Mesmo com a diferença entre as equipas, o jogo foi equilibrado e o golo não saía. Até que Kennedy, aos 82´, marcou o único golo da partida, garantindo o tricampeonato ao clube inglês. O Liverpool retomava o posto perdido para o rival Forest como melhor clube do continente e ainda colocava McDermott e Souness como artilheiros da competição com 6 golos cada. Faltava, porém, o bendito Mundial, que a equipa não havia disputado em 1977 e 1978. Naquele ano de 1981, o torneio já era disputado em partida única, no Japão. E dessa vez os reds aceitaram a disputa: contra o Flamengo (BRA) de Zico, Adílio, Nunes, Leandro e Júnior.

Excesso de Confiança

O Liverpool entrou de salto alto e muito auto-confiante na decisão do Mundial de 1981, em Tóquio. Tamanha petulância custou caro aos ingleses: o Flamengo aplicou 3 a 0 ainda no primeiro tempo, tocou a bola no segundo e facturou o título. O Liverpool perdia a chance de ser o primeiro clube inglês campeão do mundo, repetindo o fracasso de Manchester United, em 1968, e Forest, em 1980. Era hora de cruzar o atlântico, juntar os cacos, e dar a volta por cima.

Ganhando tudo em casa

De 1980 até 1984 o Liverpool venceu três campeonatos inglês, em 1981-82, 1982-83 e 1983-84, quatro Taças da Liga Inglesa, em 1980-81, 1981-82, 1982-83 e 1983-84 e duas Super Taças de Inglaterra, em 1980 e 1982. A equipa dava show com uma regularidade impressionante, conquistando pontos importantes tanto em casa quanto fora. A mais brilhante campanha foi a última de Bob Paisley como treinador do clube inglês, em 1982-1983: 11 pontos de vantagem sobre o vice-campeão, Watford, seis vitórias consecutivas no torneio e 19 partidas seguidas sem derrota. O maior técnico da história do Liverpool deixava o clube num ápice e no auge. Para o seu lugar, chegou o também inglês Joe Fagan, que manteria a mesma base vencedora do clube para le grand finale.

Nova saga europeia

Sem rivais em casa, o Liverpool quis retomar a taça da Liga dos Campeões em 1983-1984. A equipa derrotou o Odense, da Dinamarca, por 1 a 0 e 5 a 0 na primeira fase. Na segunda, duelos complicados contra o Athletic Bilbao, com empate em Inglaterra em 0 a 0 e vitória do Liverpool em Espanha por 1 a 0. Nos quartos-de-final, duas vitórias sobre o Benfica: 1 a 0 em Inglaterra e uma goleada de 4 a 1 em Lisboa(jogo que vi ao vivo). Nas semifinais, o clube encarou o surpreendente Dinamo Bucaresti, da Roménia, e venceu em casa por 1 a 0, derrotando novamente o rival, na Roménia, por 2 a 1. O Liverpool estava em mais uma final de Liga dos Campeões. Era a chance de fazer história e se tornar o segundo maior vencedor da competição, tomando o posto ocupado por Bayern München e Ajax.

 

De volta a Roma

Assim como em 1977, ano do primeiro título europeu do Liverpool, a cidade de Roma era a sede de mais uma decisão dos reds, dessa vez contra os italianos donos da casa, a Roma. O clube inglês teria o imenso desafio de vencer a fortíssima Roma de Falcão, Cerezo, Bonetti, Pruzzo e Graziani jogando no estádio Olímpico, casa do rival. O Liverpool tratou de colocar pressão logo no início do jogo e marcou o primeiro golo com Neal, aos 13´. Ainda no primeiro tempo, a Roma empatou com Pruzzo. A igualdade permaneceu até o final e a Liga dos Campeões de 1984 seria decidida nos pénaltis.

4 vezes Liverpool

Os ingleses mostraram sangue frio e calaram a Itália ao vencer a Roma, nos pénaltis, por 4 a 2, conquistando o tetra-campeonato europeu. A equipa se consolidava como a segunda maior vencedora da competição, deixava os rivais ingleses anos luz atrás e fazia o Liverpool o melhor clube da Europa dos últimos 10 anos. Era o auge do Liverpool. Mas ali começaria, também, a decadência de um esquadrão dos sonhos.

Derrota no Japão e o fim trágico

O Liverpool perdeu mais uma final de Mundial em 1984, ao ser derrotado pelo argentino Independiente por 1 a 0. Na temporada seguinte, o Liverpool voltaria a uma decisão de Liga dos Campeões muito esperada, contra a Juventus de Platini e Boniek, mas o Liverpool foi derrotado por 1 a 0 e viu seus “adeptos” protagonizarem uma barbárie que ficou conhecida como a Tragédia de Heysel, quando um confronto dos hooligans provocou a queda de um muro e matou 39 torcedores da Juventus, além de deixar centenas de feridos. Diversos jogadores, dirigentes e organizadores foram punidos pela polícia e pela UEFA. O Liverpool foi banido das competições europeias por seis anos, e os clubes ingleses levaram uma pena de cinco anos. O futebol inglês entrava, a partir daquele acontecimento, no fundo do poço. Somente na década de 90 é que uma revolução organizacional e política mudariam para sempre o desporte no país, tanto nos estádios quanto na postura dos adeptos.

O episódio na Bélgica manchou a história do Liverpool. Mas os feitos daquele esquadrão maravilhoso que ganhou 22 títulos em apenas 10 anos são impagáveis, colocando craques como Dalglish, McDermott, Souness, Neal, Keegan e Hansen no patamar dos imortais do futebol.

Submeter artigos/ Submit an Article

Submeter Artigos

Gostas do Liverpool FC ?

Do you like Liverpool FC?

Vem colaborar envia os teus artigos:

Come and collaborate send your articles:

6 Languages for You:

Escolha o Tópico de Referência "Area de Desporto Liverpool":

Choose the Reference Topic "Area de Desporto Liverpool":

Submeter Artigos

Submit an Article

Прислать статью

Enviar artículos

Envoyer l'article

Senden Sie einen Artikel

MultiTrans

Acompanhe o Liverpool

Veja as notícias sobre os Jogos do Liverpoll Football Club aqui:

Login Form

Estão Online

Temos 15 visitantes e 0 membros em linha

Continentais
  Competição Títulos Temporadas
Coppacampioni.png Liga dos Campeões da UEFA 5 1976–77, 1977–78, 1980–81Cscr-featured.png, 1983–84Cscr-featured.png, 2004–05
Liga Europa da UEFA 3 1972–73, 1975–76, 2000–01
Supertaça da UEFA 3 1977Cscr-featured.png, 2001Cscr-featured.png, 2005Cscr-featured.png
Nacionais
  Competição Títulos Temporadas
Campeonato Inglês 18 1900–01, 1905–06, 1921–22, 1922–23, 1946–47, 1963–64, 1965–66, 1972–73, 1975–76, 1976–77, 1978–79, 1979–80, 1981–82, 1982–83, 1983–84, 1985–86, 1987–88, 1989–90
Taça de Inglaterra 7 1964–65, 1973–74, 1985–86, 1988–89, 1991–92, 2000–01, 2005–06
Taça da Liga Inglesa 8 1980–81, 1981–82, 1982–83, 1983–84, 1994–95, 2000–01, 2002–03, 2011–12
Supertaça de Inglaterra 15 1964, 1965, 1966, 1974, 1976, 1977, 1979, 1980, 1982, 1986, 1988, 1989, 1990, 2001, 2006
Total (Nacionais + Internacionais) 59

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information